BLOG

IMAGEM 01 (1)

Dos risos que não vão para o mundo

O riso frouxo,
Que ainda ontem me escapou,
Gerou curiosidade,
De alguns cidadãos,
Que não entendiam tamanha felicidade

O riso frouxo,
Que cantava,
E contava tantas coisas para as pessoas,
Reclamava do mal humor,
De quem não aceitava sorrir também!

O riso frouxo,
Que logo tanta gente chamou,
Revelou vários segredos aos cidadãos,
Que no final,
Muita coisa se explicou!

O riso frouxo,
Que antes gerava curiosidade,
Agora gera mais felicidade,
Mais risadas entre o mundo,
Que muitas vezes rouba todos os risos,
Que deveriam chamar a atenção

 

Outlook-1508329584
Comente o Post
Post Relacionados