BLOG

PUBLICAÇÃO 89

Passageiros

O perfume passageiro,
Se perde por vezes,
Numa esquina,
Que não possui nome e nem cor!

A rosa,
Que arrancada do jardim,
Se perde em lugares,
Que antes regados,
Hoje falecem sem vida!

E tudo que restou,
Já não fala mais tantas coisas,
Como um dia pronunciou!

 

Outlook-1508329584
Comente o Post
Post Relacionados