BLOG

IMAGEM 102

O canto da meia noite

Cantou uma rosa,
Certa canção,
Que já não ouvirá,
A tanto tempo,
Que na mente,
Nem recordação restava!

Dizia ela tantas coisas,
Certas frases,
Que eram difíceis de entender,
Enquanto outras,
Traziam lembranças,
Tão distintas uma das outras,
Que a razão se dissipou,
Em alguns sentimentos!

Trazia amor,
Tinha também dor,
Algumas lágrimas,
E poucos sorrisos,
Que cantados durante a canção,
Se transformou em melodia,
Uma sinfonia,
Que apelidada de nostalgia,
Relembrou os tempos de guri!

Outlook-1508329584

Comente o Post
Post Relacionados