BLOG

IMAGEM 14

Emagrecer é um processo particular!

Marcos Alexandre Margotti Izé
Psicólogo – CRP 12/15412
(48) 99942-0718
marcosmargotti@hotmail.com

 

   De tempos em tempos estamos falando de emagrecimento por aqui. Mas o que é possível perceber, é que este tema ainda é motivo gerador de muitas dúvidas para as pessoas no dia a dia. Com o alto índice de informações disponíveis na internet, vários indivíduos ficam perdidos e acabam por vezes optando e “testando” várias das dietas encontradas na internet.

   Conhecer e perceber a forma como as emoções influenciam no ato de comer é importante, para que você consiga compreender seu processo de alimentação. O comer é algo muito particular de cada indivíduo, sendo possível verificar significados diferentes da alimentação para cada pessoa. Abaixo listei alguns tópicos que são esclarecidos em processos psicoterapêuticos que tem, entre os objetivos, trabalhar a dinâmica alimentar.

   1 – Saber diferenciar o que é fome emocional, fome fisiológica ou vontade de comer: Existe uma diferença entre os três tipos de fome que deve ser averiguado no ato de se alimentar. A fome emocional, diz respeito à vontade de comer que normalmente surge em momentos de stress ou quando as emoções estão afloradas, não tendo ligação direta com a fome fisiológica, enquanto a vontade de comer, diz respeito ao desejo de comer que pode ser estimulado por diversos fatores, mesmo você tendo comido recentemente. Já a fome fisiológica, surge normalmente quando seu corpo precisa de nutrientes, sendo acompanhada de sensação de vazio no estomago.

   2 – Gatilhos que despertam as emoções: Ao contrário do que se imagina, todas situações que levam as pessoas as emoções, possuem um gatilho que as despertam. Por vezes estes gatilhos podem ser tão sutis que as pessoas não consigam em um primeiro momento identificá-los. Se faz importante averiguar e compreender quais são estes gatilhos para que nestes momentos você consiga compreender o porquê está comendo determinados alimentos.

   3 – Comer vai além do simples fato de se alimentar: O ato de se alimentar vai muito além do que simplesmente a manutenção da vida. Comer é uma forma de se socializar, de dividir momentos a mesa, seja com a família ou amigos. Muitas vezes, este é o momento reservado para dividir conquistas, falar sobre como foi o dia, tendo a alimentação um significado muito maior do que simplesmente a manutenção da espécie humana.

   4 – Seu desejo X Obrigação de emagrecer: Em um momento onde somos bombardeados pela mídia (Televisão, redes sociais) que passam a mensagem de um padrão estético a ser seguido, percebe-se uma busca incessante por um “padrão de beleza que inclui a magreza.” Mas porque tantas pessoas não possuem êxito neste processo? É importante avaliar se este é um desejo seu ou um dever imposto seja pelo ciclo social ou familiar. Normalmente quando dietas são realizadas sem existir um desejo pessoal de emagrecer, não existe o êxito a longo prazo. Por isso a importância de compreender o porquê você quer emagrecer, uma vez que o emagrecimento deve ser considerado uma escolha pessoal e não uma imposição externa.

   5 – Todo processo requer sacrifícios: Muitas vezes as pessoas buscam um objetivo, enquanto suas escolhas e ações vão em contrapartida do objetivo desejado. No processo de emagrecimento o planejamento e a compreensão de que mudanças serão necessárias é fundamental. Em grande parte dos casos, este exercício de mudanças se mostra difícil, por isso a importância de conhecer suas emoções, e a forma como você age a partir delas para conseguir buscar estratégias que te auxiliem na busca do resultado desejado.

   6 – Toda mudança é gradual: Outro ponto importante de ser discutido são as restrições alimentares. Na busca do êxito no processo de emagrecimento, muitas pessoas buscam métodos/alternativas “rápidas” para o processo. Os estudos e pesquisas atuais demonstram que em grande parte dos casos de obesidade e de transtornos alimentares, estão envolvidos dietas restritivas. Por isso a importância de compreender o emagrecimento como um processo de conhecimento pessoal e de respeito ao seu corpo e emoções frente a alimentação.

   7- Emagrecer não diz respeito apenas a estética: São vários os motivos que levam uma pessoa a emagrecer, mas o importante de ser compreendido e a relação que você estabelece com seu corpo, por meio do cuidado, da busca de perda de peso ou não, ou outras formas de cuidado consigo e com sua saúde orgânica e emocional.

   Compreendido tudo isso, é fundamental entender que cada ser humanos possui sua singularidade. Isso equivale a dizer que o significado da comida, e a forma como este se alimenta irá ocorrer de forma diferente para cada pessoa. Cada um possui seus gostos e preferencias que diferem das outras pessoas. Com isso, existe a preocupação de ser construído junto ao paciente um caminho particular, que respeite a sua singularidade e principalmente seu corpo e emoções. Na dúvida, procure um profissional para que juntos possam construir um caminho pautado na sua realidade.

   Para conseguir um corpo saudável é necessário uma mente saudável

   Você possui alguma dúvida ou curiosidade sobre algum tema em psicologia que gostaria que fosse abordado neste espaço? Dúvidas ou sugestões podem ser enviadas para o e-mail marcosmargotti@hotmail.com

Comente o Post
Post Relacionados